quinta-feira, março 10, 2005

Gran'caffé (av. Visconde de Valmor)

Restaurante de tipo "self-service" em que se atravessa o percurso estabelecido com o tabuleiro e se vai atestando.
É possível optar pelos pratos do dia ou pela parte dos grelhados (picanha e "derivados"). As doses vêm servidas em boa quantidade, os pratos são bons, as sobremesas também e é possível compôr um magnífico acompanhamento de salada, com tudo a que se tem direito (incluíndo alguma fruta).
O preço é bastante acessível e o serviço rápido, típico de um self-service. Costuma haver bastante gente, mas o espaço chega perfeitamente para todos comerem confortavelmente.
Destaco 2 pormenores: à hora de almoço, café só ao balcão. Boa ideia para afugentar aquele pessoal que demora 10 minutos a almoçar e 40 minutos a tomar café (ou melhor, a ocupar mesas...). Para compensar os viciados em café que têm de se levantar das mesas, há uma cesta de rebuçados de mentol para quem gosta de "digerir" o café ou mesmo para quem queira trazer tudo no bolso do casaco e montar um negócio de venda de rebuçados!
Segundo pormenor: totalmente inovador, magnífica "hi-tech machine" à entrada do restaurante para limpar os sapatos. É carregar no botão e, de borla, podem dar 1 limpeza geral nos sapatos. Bela iniciativa, apesar de roubar postos de trabalho aos engraxadores locais.
Gostei: muito económico, quantidade e qualidade da comida e pormenores referidos.
Não gostei: inevitável...muita gente à hora de almoço! Não se pode dizer que seja um sítio sossegado.
Apreciação: sem dúvida, merece visitas regulares. Muito bom!
Free Image Hosting at www.ImageShack.us

3 comentários:

rad disse...

Já frequentei durante algum tempo mas tinha deixado de ir quando houve uma subida de preços acompanhada de redução da qualidade. Resolvi voltar a experimentar e parece que melhoraram. O preço continua a ser aceitável e alguma da qualidade parece ter regressado. Uma opção a considerar.

daveze disse...

Eis que os efeitos da seca se começam a fazer notar: a salada já não dá direito a acompanhamento de fruta. Claro, o ananás e o abacaxi lá dos países tropicais não estão adaptados a secas "à portuga", no clima e nos orçamentos... fica a questão: até quando alface, tomate, cenoura e milho resistirão à terrível intempérie?

Anónimo disse...

Conselho: evitar a solha frita e o bacalhau espiritual.